• Wishe

Investir em startups lideradas por mulheres: senão agora, então quando?

por Itali Collini | Texto originalmente postado por Impacto por Elas


Em 2020, de acordo com Crunchbase, a proporção de dólares investidos em startups fundadas por mulheres no mundo todo foi de apenas 2,3%, uma queda na já modesta representação de 2019 que foi de 2,8%. De acordo com esforço conjunto entre Distrito, B2mamy e Endeavor, no Brasil, apenas 0,04% do volume investido em startups em 2020 foi para aquelas lideradas por mulheres.


Nosso primeiro passo em direção à mudança é admitir que a desigualdade no acesso ao capital é um problema, pois quando não reconhecemos e nem financiamos o potencial das mulheres que podem se tornar líderes das novas grandes empresas, extinguimos o valor que essas empreendedoras poderiam gerar na sociedade.


Um estudo do McKinsey Global Institute descobriu que o avanço da igualdade de gênero poderia adicionar 12 trilhões dólares à economia global até 2025, para você ter ideia do impacto este é um volume que representa cerca de 14% do PIB global de 2019.


Visando desbloquear o potencial social e econômico que permanece represado, tem se consolidado na última década o investimento com lente de gênero. Criado pela primeira vez em 2009, o termo "investir com lentes de gênero" significa incorporar uma análise de gênero no processo de avaliação e seleção dos investimentos.


Ao avaliar oportunidades, os investidores com lentes de gênero buscam tomar decisões levando em consideração o impacto potencial das mulheres. Há diferentes maneiras de fazer este potencial fluir, como levar mais mulheres à liderança, aumentar o acesso das mulheres ao capital, garantir igualdade no local de trabalho, desenvolver produtos e serviços benéficos para mulheres e meninas, gerar alívio para questões como violência e a saúde da mulher, e até mesmo aumentar o número de mulheres investidoras ativas.


Por este motivo, as teses de investimento com lente de gênero podem variar. Por exemplo, para fundos de ativos públicos, como o Trend Lideranças Femininas da XP, é comum que um dos critérios para fazer parte do índice que o portfólio segue seja ter uma representação percentual mínima de mulheres em cargos de liderança e conselho. Já para fundos de ativos privados, como os VCs para startups Portfolia e Rethink Impact, um dos principais critérios é a presença de mulheres fundadoras.


“Independente da tese, a premissa para investir com lente de gênero é que o capital intencionalmente direcionado a melhorar o equilíbrio de oportunidades entre homens e mulheres irá expandir - e não limitar - o bolo econômico. Os benefícios irão então fluir para indivíduos, empresas, comunidades e países.” Veris Wealth Management Report


A prática tem pouco mais de 10 anos e o número de fundos de investimento focados em capital privado que a adotam mais que duplicou desde 2017, quando o Project Sage da Wharton School fez o primeiro mapeamento de 58 fundos. Em 2020 foram 133 fundos de private equity, debt e venture capital com pelo menos alguma lente de gênero mapeados em todo mundo e, juntos, captaram 4,8 bilhões de dólares com investidores individuais e institucionais.


Na América Latina, surgiram iniciativas de investidoras, dedicadas a dar acesso às mulheres empreendedoras. A WeXchange foi criada em 2013 no BID Lab e é pioneira em conectar fundadoras com mentores e investidores. Em 2019 surgiu a WeInvest, comunidade de mulheres com poder de decisão em fundos de investimento em toda a América Latina. Em 2020 surgiu o Mujeres Invertiendo, com grupos no México e na Colômbia. Além disso, a gestora Amplifica Capital, do México, captou o primeiro fundo para apostar em startups que sejam capazes de gerar impactos positivos na vida das mulheres, ampliando suas oportunidades de inserção na economia.


Aqui no Brasil começam a surgir as primeiras opções para investidores de risco com a proposta da lente de gênero. No ecossistema de startups, em 2019 surgiu a We Ventures, o primeiro fundo multi corporate venture capital para startups com pelo menos uma fundadora mulher da América Latina, capitaneado pela Microsoft. O primeiro aporte da We Ventures foi para a We Impact, Venture Builder dedicada a mulheres fundadoras de startups. Em 2020 entrou em operação o primeiro hub de investimento em startups lideradas por mulheres, a Wishe, que combina soluções como equity crowdfunding e matchmaking com investidores anjo para dar visibilidade às empreendedoras de alto potencial, além de atuar em parceria com a B2mamy, aceleradora focada em mulheres.


Embora ainda pequenas, as iniciativas recentes são positivas e apontam na direção do que deveria ser prioridade para todos os investidores preocupados em obter um portfólio com fundadores mais diversos: movimentar capital para startups lideradas por mulheres em estágios iniciais.

Ao mesmo tempo, diversos fundos já estabelecidos passaram a buscar canais de acesso às empreendedoras mulheres. Trabalho em um fundo de VC e aceleradora internacional e sou frequentemente abordada por colegas buscando indicações de startups lideradas por mulheres. Por outro lado, sou mentora de startups lideradas por mulheres, e noto na prática que elas muitas vezes não conseguem ter fôlego o suficiente para chegar a uma geração de receita considerada atrativa para investidores institucionais.


Se não colocarmos a mão no bolso agora e investirmos intencionalmente já em estágios ultra iniciais nas soluções pensadas e executadas por mulheres, estaremos negando a elas algo que os empreendedores homens e brancos já recebem em alta proporção: o acesso ao risco compartilhado de testar ideias e modelos de negócio, gerando impacto no seu desenvolvimento ou aprendizado para a próxima empreitada.


Itali Pedroni Collini é líder do Conselho da Wishe, mentora da B2Mamy, integrante do grupo Impacto por ELAS e parte do Emerging Venture Capital Fellows.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • YouTube - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco

Venha nos conhecer!

Rua Mateus Grou, 576 Pinheiros | São Paulo - SP

Blog

Contato

FAQ

© 2020 Wishe Capital. All rights reserved.

Receba nossa Newsletter

Privacy Policy | Terms & Conditions